Festmag

Música no image

Published on Abril 9th, 2011 | by Sofia Ferreira

0

Santiago Alquimista recebe pop quente vinda da Escandinávia

Já passa das onze horas da noite quando os suecos Shout Out Louds sobem ao palco do Santiago Alquimista, trazendo na bagagem a sua pop calorosa perfeita para as noites quentes que têm abençoado Lisboa nos últimos dias.

Não se deixando intimidar pela sala a meio gás, os Shout Out Louds arrancam em potência com “1999”, a faixa inaugural do mais recente “Work”, lançado o ano passado. Ouve-se a bateria, depois o piano, a pandeireta, Adam Olenius canta «I do remember/ like a punch in the face/ I never felt so alive since 19 19 99» e o público abana a cabeça e bate o pé.

O início auspicioso mantém a toada festiva com “South America”, retirada de “Our Ill Wills” (2007) e “Very Loud”, de “Howl Howl Graff Graff” (2005), onde, inesperadamente, se reconhecem alguns versos de “All My Friends”, dos LCD Soundsystem (ainda que, aparentemente, passem despercebidos ao resto do público).

As incursões aos discos mais antigos não se ficam naturalmente por aqui e depois de três músicas do último álbum, entre elas a bonita “Fall Hard”, chega um dos momentos mais aguardados da noite com a explosão logo aos primeiros acordes de “Tonight I Have To Leave It”, ou não fosse esse o principal cartão-de-visita da banda. O público reage com o entusiasmo esperado – braços no ar, ancas a mexer e vozes bem alto a cantar ‘Give love, give love, give love’. A noite está ganha.

A partir daí o concerto acalma um pouco com os suecos a intercalar músicas de “Work” com alguns êxitos dos discos anteriores como “The Comeback” ou “In Your Parent’s Livingroom”, que acabam por não resultar tão bem ao vivo. Quase no final está reservada a dedicatória aos fãs portugueses com “You Are Dreaming”, uma canção melancólica com referência direta a Portugal à qual o público responde com enorme contentamento.

“Please, Please, Please” encerra o concerto ‘em grande’ e os Shout Out Louds abandonam o palco para voltarem segundos mais tarde para o encore. Na manga trazem “Impossible”, outra favorita do público e um dos momentos altos da noite, e “Walls” a provocar o delírio nos fãs que invadem o palco, terminando assim da melhor forma possível a noite.

Os Shout Out Louds não deram um concerto extraordinário ou propriamente memorável, mas durante cerca de hora e meia houve festa no Santiago Alquimista. Que mais queremos de uma noite de ‘verão’?

Tags:


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑
  • PUB

    “Veracity”

    “VeraMarmelo”

    “MadeofThings”

  • Redes sociais

    Facebooktwittergoogle_plusyoutubeinstagram
  • Facebook

  • Abril 2011
    S T Q Q S S D
    « Mar   Mai »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930