Festmag

Música no image

Published on Julho 9th, 2011 | by Gonçalo Guedes Cardoso

0

23.º Festival Dour – La vie est belge!

De 14 a 17 de Julho, o festival belga mais inconformista e criativo de sempre voltará a tremer a terra no sul da Bélgica. Sem receio, a FEST MAGAZINE estará presente no epicentro para registar o abalo.

Que outro evento ousaria juntar belgas (valões e flamengos) e franceses sob o mesmo tecto e em número quase idêntico? A localização geográfica dá algumas abébias: a 5km de França, a tentação de passar a fronteira para resgatar a baguete e o camembert que ficaram esquecidos na chaise longue, é quase inevitável.

Mas não se pense que Dour é um parque de diversões à la Eurodisney. Ao contrário dos seus congéneres belgas que se refugiam nas playlists das rádios e TVs popularuchas para atrair multidões, este ainda vai sendo um festival para gente resistente, aventureira, audaciosa e sem medo de desconhecer a maioria dos artistas ou de ficar encharcado até aos ossos com as monções de Julho.

Junte-se-lhe 23 anos de maturidade, abertura de espírito, programação eclética, coerente e exigente, dimensão internacional, alternativa e independente, mais de 200 artistas, 7 palcos e um parque de campismo a perder de vista e está criada a fórmula para um evento que acolhe por dia cerca de 35.000 peregrinos.

As tribos sonoras misturam-se durante quatro dias num cenário campestre, onde a alvorada é recebida com o cucuricar de um pelotão de galos locais e onde a consciência ecológica da organização e dos visitantes é levada muito a sério.

À margem dos concertos, inúmeras iniciativas atraem quase tanta gente quanto a música: um torneio de futebol com 32 equipas, disputado dentro do recinto do festival e que premeia os vencedores com um passe total para a edição do próximo ano, é uma de muitas.

O pequeno bosque e a Raggaravane são outras invenções Dourianas. Naquele refúgio esverdeante, o descanso vale ouro. Embevecidos pelo vinho servido pelas garçonettes, um colectivo de DJs anima aquele espaço com beats de reggae, dancehall digital ou nu roots. Para os apreciadores de um tête a tête com os artistas, a possibilidade de dar um bacalhau ou uma beijoca a mais de 50 músicos é também uma realidade, através da iniciativa Meets & Greets.

Parafraseando os colegas da revista Les Inrockuptibles: “se não te encontras bem em Dour, ou estás morto ou estás surdo”. A FEST MAGAZINE e mais de 800 jornalistas vindos de todos os cantos do mundo anualmente não podiam estar mais de acordo. No ano passado, o festival recebeu o prémio de melhor festival europeu nos European Festival Awards, na categoria de Festivais de média dimensão. É vir para crer.

23.º Dour Festival
Dour, Bélgica, 14 a 17 Jul 2011
www.dourfestival.be
Passes a 100 euros.

14/07
Cypress Hill, I’m From Barcelona, Tiga, Orchestre Poly-Rythmo de Cotonou, Boys Noize, Beat Torrent, Sound Of Stereo, Spank Rock, Laurent Garnier, Netsky, Drums Are For Parades, Marble Sounds, Arsenal.

15/07
Pulp, Anthrax, Ice Cube, Mogwai, Deerhoof, Klaxons, Ellen Allien & Pfadfinderei, The Dø, Papa Roach, Vitalic, Akhenaton, Madball, Das Pop, Steve Aoki, Stupeflip, This Will Destroy You, Neurosis, Skindred.

16/07
Suede, House Of Pain, Pennywise, Groundation, Horace Andy, Cut Chemist, The Herbaliser, Architecture In Helsinki, Erol Alkan, Surfing Leons, Les Ogres de Barback, Booka Shade, Lindstrøm, Death By Stereo, Agnostic Front, Drums Are For Parades, Yussuf Jerusalem.

17/07
Public Enemy, Alborosie, Anthony B, Israël Vibration, Tarrus Riley, Mahala Raï Banda, CocoRosie, Metronomy, Shantel & Bucovina Club Orkestar, Hercules And Love Affair, The Drums, Junior Boys, Tokyo Ska Paradise Orchestra, Soprano, Bomba Estereo.

Siga-nos aqui:

Tags:


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑
  • PUB

    “Muvi2017”

    “Veracity”

    “VeraMarmelo”

    “MadeofThings”

  • Facebook

  • Julho 2011
    S T Q Q S S D
    « Jun   Ago »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031