Festmag

Música no image

Published on Abril 23rd, 2012 | by festmag

0

Otis Taylor, Socalled, Lofti Bouchnak e L’Enfance Rouge confirmados no FMM Sines 2012

O americano Otis Taylor é um dos mais premiados cantores e criadores de blues da última década. Socalled é um artista canadiano transgressor com ligações aos universos do hip hop e da música judaica. O projeto L’Enfance Rouge & Lofti Bouchnak junta um dos maiores cantores do mundo árabe a uma das principais bandas do rock progressivo europeu. Estão confirmados no 14.º FMM Sines – Festival Músicas do Mundo, que decorre em Sines, no final de julho.

Nascido em Chicago em 1948, o “bluesman” Otis Taylor é praticante de um estilo de blues criado por si, o “trance-blues”, onde a crueza da canção negra americana se cruza com o rock psicadélico e o jazz e ganha uma componente não menos genuína mas mais hipnótica em palco. Cantor, guitarrista, banjista e tocador de harmónica, Otis Taylor é também um criador de canções, bebendo, nas histórias, principalmente na riqueza da experiência histórica dos afroamericanos. A sua carreira teve um interregno entre 1977 e 1995, mas desde que se dedicou por completo à música a sua produção discográfica tem sido impressionante, ao ritmo de quase um álbum por ano desde a estreia, em 1997, com “Blue Eyed Monster”.

“White African” (2001) foi o disco que o estabeleceu na cena blues norte-americana, acumulando a partir de aí prémios e nomeações para prémios, incluindo o mais prestigiado do género, o prémio W. C. Handy, e várias distinções da revista DownBeat. Em 2004, foi considerado o melhor “entertainer” de blues do ano pelos leitores da revista Living Blues, ex-aequo com a lendária Etta James. “Contraband”, o seu 12.º álbum, lançado em fevereiro de 2012, é mais um testemunho dos blues como força contra a violência e como género capaz de se reinventar sem perder os princípios. A Otis Taylor Band faz a sua estreia em Portugal no FMM Sines.

YouTube Preview Image

O artista canadiano Socalled (Josh Dolgin) não podia ser mais diversificado e inclassificável. A sua lista de ocupações criativas inclui pianista, acordeonista, produtor, compositor, arranjador, rapper, cantor, jornalista, fotógrafo, cineasta, mágico, cartoonista e construtor de fantoches. Com formação clássica de piano, começou muito cedo a interessar-se pelo jazz e depois pelo hip hop, um género que considera universal devido à elasticidade com que se funde com músicas de todas as origens e tradições. A descoberta da sua voz aconteceu precisamente quando começou a misturar o rap com as músicas dos seus antepassados judeus.

Hoje, ele que trabalhou com um dos mestres do revivalismo klezmer, o clarinetista David Krakauer, situa-se neste território hebraico urbano, mas a sua música transpõe outros horizontes. Colaborador prolífico com outros artistas e noutros projetos, tem quatro discos em nome próprio: “HiphopKhasene” (2003), “The So Called Seder” (2005), “Ghettoblaster” (2007) e “SleepOver” (2011). A sua vinda a Sines representa, como no caso de Otis Taylor, uma estreia absoluta em Portugal.

YouTube Preview Image

O projeto «At-tufuula al-hamra’» nasceu da iniciativa do cantor tunisino Lofti Bouchnak, quando viu a banda franco-italiana L’Enfance Rouge a atuar na televisão Al Jazeera e ouviu o seu álbum de fusão rock / música árabe “Trapani-Halq al Waady”(2008). Lofti Bouchnak é um dos maiores, se não o maior cantor árabe vivo. Nasceu em 1952 e foi criado na medina de Tunis entre músicos de rua, encantadores de serpentes e cafés cantantes. Além do “malouf” tunisino, estilo musical com raízes andaluzas, domina a música de todo o mundo árabe como cantor, alaudista e compositor.

Com François Cambuzat (voz e guitarra), Chiara Locardi (voz e baixo) e Jacopo Andreini (bateria), L’Enfance Rouge é, desde 1995, um dos mais aclamados grupos de rock progressivo da Europa. Presente já uma vez no FMM Sines, em 2009, a sua música tem uma componente política assumida e um interesse especial pelas relações Norte-Sul, sobretudo as relações entre as duas margens do Mediterrâneo (Europa e Norte de África). O projeto com Lofti Bouchnak vai ser apresentado pela primeira vez em Portugal no palco de Sines.

YouTube Preview Image

Artistas confirmados para o 14.º FMM Sines – Festival Músicas do Mundo (19, 20, 21, 26, 27 e 28 de julho): Marc Ribot y Los Cubanos Postizos (EUA), Mari Boine (Noruega – Povo Sami), JuJu (Gâmbia / Reino Unido), Oumou Sangaré & Béla Fleck (Mali / EUA), Hugh Masekela (África do Sul), Gurrumul (Austrália – Cultura Aborígene), Fatoumata Diawara (Mali), Bombino (Níger – Cultura Tuaregue), Dhafer Youssef Quartet (Tunísia), Narasirato (Ilhas Salomão) e Jupiter & Okwess International (R. D. Congo), Astillero (Argentina), Otis Taylor (EUA), Socalled (Canadá) e Lofti Bouchnak e L’Enfance Rouge (França / Itália / Tunísia).

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑