Festmag

no image

Published on Setembro 20th, 2012 | by festmag

0

«A Bruxa de Arroios» vence Prémio MOTELx

Entre os 10 filmes nomeados para o Prémio MOTELx – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2012, o galardão foi atribuído pelo júri ao filme “A Bruxa de Arroios”, de Manuel Pureza, filme que «combina momentos de gore com humor muito gráfico, uma direcção de arte cuidada e uma excelente interpretação de Rita Blanco».

YouTube Preview Image

Além do Prémio MOTELx 2012, o júri atribuiu uma menção especial ao filme “O Reino”, de Paulo Castilho, «um drama absurdo e existencialista onde Akira Kurosawa e Samuel Becket se cruzam no cimo de uma montanha».

O júri responsável pelo Prémio MOTELx 2012 foi composto pelos músicos e cineastas Filipe Melo (“I’ll See You in My Dreams”, “Um Mundo Catita”), Paulo Furtado (Legendary Tigerman) e por Pål Sletaune (“Babycall”), considerado pela Variety um dos dez realizadores mais promissores a nível mundial.

O vencedor é contemplado com um prémio monetário de 3 mil euros e, a partir desta edição, a curta vencedora recebe o Méliès d’Argent, ficando selecionada para o Méliès d’Or Melhor Curta Metragem Europeia, atribuído anualmente pela Federação Europeia de Festivais de Cinema Fantástico.

Entre os nomeados para o Prémio MOTELx estiveram também os filmes “Aconteceu no Interior” (2012), de Ricardo Machado, “Até Quando” (2012), de Jorge Cramez, “The Headless Nun” (2012), de Nuno Sá Pessoa, “Leito de Maldição” (2011), de Paulo Teixeira Rebelo, “Mutter” (2011), de Tony Costa e Rafael Antunes, “O Princípio do Fim” (2012), de Joel Rodrigues e André Agostinho, “Silêncio (тиша)” (2012), de Hélio Valentim e Ricardo Ferreira, e “Tormenta” (2012), de Francisco Carvalho.

Siga-nos aqui:


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑