Festmag

Cinema e TV no image

Published on Outubro 11th, 2012 | by festmag

0

“Visões de Madredeus”, de Egdar Pêra, abre secção Heart Beat do Doclisboa’12

“Visões de Madredeus”, de Edgar Pêra, é o filme de abertura da secção Heart Beat do Doclisboa’12 – dedicada a documentários relacionados com a música -, sendo a primeira vez que um filme português abre esta secção. Será exibido Sábado, 20 de outubro, às 22:30, no Cinema São Jorge.

Resultado de 20 anos a acompanhar a banda, Edgar Pêra mostra-nos cine-diários de concertos, bastidores, gravações de discos e viagens com os Madredeus, desde os primeiros ensaios, em 1987, até ao último concerto da digressão “Amor Infinito”, em Tóquio, em 2006. Alcala, Barcelona, Budapeste, Catania, Edimburgo, Granada, Lisboa, Londres, Macau, Nantes, Oeiras, Osaka, Pamplona, Paris, Queluz, Roma e Tóquio são as cidades-palco deste filme.

“Visões de Madredeus” é o resultado do encontro entre Edgar Pêra e Pedro Ayres Magalhães, amigos desde os tempos de faculdade, e da vontade de fazerem um filme em conjunto, «estabelecendo um verdadeiro diálogo entre o ‘meu’ cinema e a sua música», como afirma o realizador, que acompanha o músico, muito de perto, desde que este tinha as bandas Corpo Diplomático e Heróis do Mar. Esta evolução musical convergiu depois no projeto Madredeus.

Edgar Pêra afirma que se trata de um documentário filmado sempre com «estatuto de amigo do grupo e não de alguém que faz uma reportagem sobre os bastidores da banda. Estava lá, era testemunha. Nunca me preocupei em fazer um filme. Depois, com o apoio incondicional dos Madredeus, viajei com uma câmara de vídeo e outra de Super8 durante a digressão “Amor Infinito”, que culminou em Tóquio». Como conclui, «o filme nasce da observação dos Madredeus inseridos no seu quotidiano, e do seu imenso impacto junto dos admiradores de todos os cantos do planeta».

YouTube Preview Image

A secção Heart Beat integra 17 filmes, dos quais cinco são portugueses. Para além de “Visões de Madredeus”, serão apresentados “O Fado da Bia” (Diogo Varela Silva), “Genesis Encore Cascais 75” (João Dias), “A Minha Banda e Eu” (Inês Gonçalves, Kiluanje Liberdade) e “Não me importava de morrer se houvesse Guitarras no Céu” (Tiago Pereira).

Siga-nos aqui:

Tags: , ,


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑
  • PUB

    “Muvi2017”

    “Veracity”

    “VeraMarmelo”

    “MadeofThings”

  • Facebook

  • Outubro 2012
    S T Q Q S S D
    « Set   Nov »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031