Festmag

Cinema e TV no image

Published on Março 4th, 2013 | by festmag

7

Barómetro de filmes imperdíveis no 33.º Fantasporto

“Vanishing Waves”, de Kristina Buozyte (Cinema Fantástico), “The Seasoning House”, de Paul Hyett (Semana dos Realizadores), “Pietá”, de Kim-Ki-Duk (Orient Express) e “Oh, Willy”, de Emma de Swaef e Marc James Roel (Curtas-metragens) são os grandes vencedores do barómetro FEST MAGAZINE de filmes obrigatórios da 33.ª edição do Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto.

01.º “Vanishing Waves” – Kristina Buozyte – Lituânia /Fra /Belg – 124 min – CF
Drama, mistério, ficção científica, romance e erotismo são os condimentos para a visionária obra de Kristina Buozyte, multipremiada em toda a Europa, incluindo o prestigiado prémio Méliès D’Or, Melhor Filme Europeu de Cinema Fantástico do ano de 2012.

YouTube Preview Image

02.º “The Seasoning House” – Paul Hyett – 90 min – GB – 90 min – SR
Uma órfã muda vive numa casa onde jovens mulheres são compradas e vendidas para o prazer de homens sem escrúpulos. O responsável pelos efeitos visuais e pela caracterização de “The Descent” (2005) e “Woman in Black” (2012), Paul Hyett aventura-se na sua primeira realização. No papel principal está Kevin Howarth (“The Last Horror Movie” 2003).

YouTube Preview Image

03.º “Pietá” – Kim-Ki-Duk – Coreia do Sul – 104 min – SR
Pietá conta a misteriosa relação entre um homem violento que trabalha para agiotas e uma mulher de meia-idade que diz ser sua mãe. Kim-ki-Duk no seu melhor neste filme premiado com o Leão de Ouro do Festival de Veneza.

YouTube Preview Image

04.º “Kauwboy” – Boudewijn Koole – Hol – 81 min – SR
Jojo é um vivaço miúdo de 10 anos com uma vida complicada. Jojo encontra conforto numa gralha abandonada. Candidato holandês aos Óscares de Melhor Filme Estrangeiro 2013. Prémio Juventude da Academia de Cinema Europeu 2012.

YouTube Preview Image

05.º “O Apóstolo” – Fernando Cortizo – Esp – 80 min – CF
Uma animação fantástica com música original de Philip Glass. Um condenado que fugiu da prisão dirige-se para uma vila remota de forma a recuperar um tesouro antigo que foi escondido muitos anos antes.

YouTube Preview Image

06.º “Insensibles (Insensíveis)” – Juan Carlos Medina – Esp – 105 min – CF
O cinema espanhol volta em força ao Fantas com um dos mais aclamados filmes do ano. Na véspera da guerra civil espanhola, um grupo de crianças insensíveis à dor é internada num hospital no coração dos Pirenéus.

07.º “Mama” – Andrès Muschietti – Esp/Can – 100 min – CF
Produção de Guillermo del Toro (“O Labirinto do Fauno”). “Mama” tem no principal papel uma das melhores atrizes da atualidade, a ruiva Jessica Chastain (nomeada para Óscar por dois filmes: “The Help” e “00.30 Hora Negra” e vencedora do Globo de Ouro). O sonho e a fantasia num filme de puro horror baseado na curta-metragem “Mama”, apresentada no Fantasporto em 2008.

08.º “The Weight” – Jeon Kyu-Hwan – Coreia do Sul – 107 min – SR/OE
Prémio “Queer Lion” do Festival de Cinema de Veneza 2012. Uma linda mulher morta descansa numa morgue com uma ferida aberta no peito. Um corcunda limpa-lhe o sangue e cose a ferida cuidadosamente. Ele vive uma dualidade, entre a realidade e a fantasia.

09.º “White Tiger” – Karen Shaknazarov – Rússia – 104 min – SR
Baseado em factos reais e realizado por Karen Shaknazarov, um dos mais importantes realizadores russos no activo. A Segunda Guerra Mundial está a chegar ao fim. Quanto mais destruidora e decisiva a armada russa se torna, mais vezes aparece no campo de batalha o apelidado “White Tiger”, um indestrutível tanque de guerra nazi.

10.º “Forgotten” – Alex Schmidt – Alem – 102 min – CF
Selecção oficial do Festival de Cinema de Veneza. Quando eram crianças, Hanna e Clarissa eram as melhores amigas.

11.º “Codependent Lesbian Space Alien Seeks the Same” – Madeleine Olnek – EUA – 76 min – CF
As aventuras de três extraterrestres lésbicas no planeta Terra. Hilariante filme que foi seleção Oficial de Sundance e do Fright Fest de Londres.

12.º “Iron Sky” – Timo Vuorensola – Fin/Alem /Australia – 93 min – CF
Prémios Méliès de Prata e de Audiência do Festival de Cinema de Fantástico de Bruxelas. Nos últimos momentos da Segunda Guerra Mundial, o muito secreto programa espacial nazi evita a destruição, fugindo os seus responsáveis para o lado negro da lua.

13.º “The Exam” – Peter Bergendy – Hung – 89 min – SR
A Revolução de 1956 caiu. Reina o terror. Apontado pelos soviéticos, o novo primeiro-ministro, o muito paranóico János Kádár, dá ordens para que a lealdade dos agentes de segurança nacional seja testada com novas directivas rigorosas.

14.º “Aglaja” – Krisztina Déak – Hung – 116 min – SR
Na esperança de uma vida melhor, uma família húngaro-romeno de artistas de circo escapa à ditadura de Ceausescu, na Roménia, no início dos anos 80.

15.º “The Grand Heist” – Kim-Joo-Ho – Coreia do Sul – 121 min – OE
Um thriller dramático de época a fazer lembrar “Ocean’s Eleven”. Há cerca de 250 anos, na Coreia do Sul, as pessoas lutavam contra a tirania do primeiro ministro Cho que tomou o poder pela força e mantém uma supremacia comercial com o “gelo”, o bem mais valioso daquela altura, mais do que ouro.

16.º “Face to Face” – Michael Rymer – Austrália – 90 min – SR
Num acesso de raiva por ter sido despedido, um trabalhador da construção civil abalroa a traseira do Jaguar do patrão. Do multi-premiado realizador Michael Rymer (Battlestar Gallactica”e “Flash Forward”).

17.º “Berberian Sound Studio” – Peter Strickland – GB – 92 min – CF
Um engenheiro de som a trabalhar para uns estúdios cinema de terror italiano decide imitar a arte com a realidade.

18.º “After” – Ryan Smith – EUA – 90 min – CF
Dois sobreviventes de um acidente de autocarro acordam no hospital e descobrem que são as únicas pessoas que ficaram vivas na sua terra natal. Um conto de fadas bem negro.

19.º “Thale” – Aleksandre Nordaas – Nor – 80 min – CF
A história de uma criatura mística. Chama-se Huldra e é um bem parecido ser da floresta que tal como as sereias seduz as suas presas. São jovens extremamente bonitas mas escondem uma cauda. Dizem as lendas que defendiam os mineiros, vigiando os seus fornos de carvão enquanto eles descansavam.

20.º “A Beautiful Mistake” – Lu Hui Zhon – China – 110 min – OE
Um drama chinês, com uma fotografia lindíssima e uma história sobre a honra. Anos 70. Uma pequena vila no sul da China. Um rapaz de 10 anos pede dinheiro para ver um filme a um velho solitário que recolhe cadáveres para viver. Em troca, o homem pode espreitar uma das irmãs do rapaz a tomar banho.

21.º “Ace Attorney” – Takashi Miike – Jap – 135 min – CF/OE
A mais recente produção do polémico Takashi Miike (“Audition” e “Ichji the killer”). “Ace Attorney “é um conhecido jogo de vídeo japonês, onde o jogador assume o papel de um advogado de defesa num tribunal fictício, baseado no sistema legal japonês.

22.º “Frostbitten” – Anders Banke – Sue – 98 min – AE
Em pleno inverno, a médica Annika e a sua filha Saga, de 17 anos, estão de mudança para uma pequena cidade no norte da Suécia. As duas vão começar uma nova vida, mas cedo se apercebem de que aquela cidade carrega um pesado fardo, um segredo que não quer ser revelado.

23.º “The Aryan Couple” – John Daly – GB/EUA – 120 min – AE
O oscarizado Martin Landau (“Ed Wood” – Tim Burton, 1994) é o protagonista deste drama intenso passado na Segunda Grande Guerra. “O Casal Ariano” arrecadou cinco prémios para a realização de John Daly, em vários festivais de cinema norte-americanos. Daly, que ganhou 13 Óscares pela produção de filmes como “Platoon” ou “O Último Imperador”, agarra aqui as rédeas da realização.

24.º “A Boyfriend for my Wife (Un Novio para mi Mujer)” – Juan Taratuto – Arg – 100 min – AE
Uma comédia que pode servir de inspiração para muitos casais modernos. Filme premiado pela Academia de Cinema, Arte e Ciência da Argentina e pela Associação de Críticos de Cinema Argentinos.

25.º “The Deep Blue Sea” – Terence Davies – EUA/GB – 98 min – SR
Nomeação de Melhor Actriz num filme dramático nos Globos de Ouro 2012 e prémio de Melhor Actriz do Círculo de Críticos de Cinema de Nova Iorque. No principal papel está uma arrebatadora Rachel Weisz (Óscar de Melhor Actriz em “O Fiel Jardineiro”). “The Deep Blue Sea” conta a história da mulher de um juiz britânico que é apanhada num auto-destrutivo romance com um piloto da Royal Air Force.

Abaixo da “tona da água”, os filmes mais fracos do Fantasporto 2013:

“The Last Will and Testament of Rosalind Leigh” – Rodrigo Gudiño – Can – 82 min – P&P
A lenda viva do cinema Vanessa Redgrave (Oscar de Melhor Atriz em “Julia” 1978 e nomeada outras 5 vezes, a mais recente por “Regresso a Howards End” 1993) é a “voz” deste thriller de horror. Um colecionador de antiguidades herda uma casa da sua mãe. Cedo descobre que ela vivia num monumento para um culto misterioso.

“Delirium” – Ihor Podolchak – Ucrânia /Rep Checa – 106 min – SR
Uma família convida um jovem psiquiatra para desvendar os segredos da doença do pai.

“Otro Verano” – Jorge Arenillas – Esp – 87 min – SR
Sara e Cano são um jovem casal que alugou uma moradia para passar um fim de semana de Agosto. Um thriller com toques fantásticos.

“Gnaw” – Gregory Mandry – GB – 90 min – AE
Neste filme de horror britânico, seis amigos vão passar o fim de semana ao campo. As miniférias do grupo tornam-se num pesadelo culinário quando descobrem que os seus anfitriões são uma família de canibais sádicos.

“Tenth Day” – Vassilis Mazomenos – Grécia – 83 min – SR
Numa altura em que Grécia vive um dos momentos piores da sua história, chega-nos um filme profundo sobre emigração e os sonhos daqueles que vão à procura de uma vida melhor. De Vassilis Mazomenos, Prémio Carreira Fantasporto 2001.

“Modus Anomali” – Joko Anwar – Indonésia – OE
Um homem, a mulher e dois filhos estão de férias numa floresta, quando são surpreendidos por um estranho. Sem contar, o homem perde a noção do tempo real.

“AKP Job 27” – Michael L. Suan – Can/Jap – 115 min – OE
Um assassino Yakuza viaja para a América do Norte para o seu vigésimo sétimo trabalho. Em solo americano descobre memórias de amores perdidos.

“Closed Circuit” – Giorgio Amato – Ita – 94 min – CF
Um jovem casal arromba a casa de um homem suspeito de ser um assassino em série e instala câmaras de vídeo para gravar os seus crimes.

“Humanity’s End” – Neil Johnson – EUA – 84 min – AE
A extinção da raça humana é inevitável! Seres híbridos vão tomar conta do planeta Terra e de todo o Universo. Ficção científica, ação e muita fantasia num filme sobre o apocalipse. O ano é 2834. Uma raça antiga de extraterrestres, conhecida como os Nephilim, tem perseguido e morto todos os seres humanos da galáxia.

“Exodus” – Penny Woolcock – GB – 111 min – AE
Como se poderá encarar a sociedade do futuro? Como uma guerra de classes contínua, como uma sociedade uniforme, como um vasto campo de batalha? Esta é a premissa de que parte esta história de Exodus, uma produção britânica de peso com Bernard Hill (“Lord of the Rings”) e que passou no Festival de Cannes em première mundial.

Por categoria

Cinema Fantástico – Longas metragens
01.º “Vanishing Waves” – Kristina Buozyte – Lituania /Fra /Belg – 124 min – CF
02.º “O Apóstolo”, de Fernando Cortizo – Esp – 80 min – CF
03.º “Insensibles”, de Juan Carlos Medina – Esp – 105 min – CF

04.º “Forgotten”, de Alex Schmidt – Alem – 102 min – CF
05.º “Mama”, de Andrès Muschietti – Esp/Can – 100 min – CF
06.º “Codependent Lesbian Space Alien Seeks the Same”, de Madeleine Olnek – EUA – 76 min – CF
07.º “Iron Sky”, de Timo Vuorensola – Fin/Alem /Australia – 93 min – CF
08.º “After”, de Ryan Smith – EUA – 90 min – CF
09.º “Thale”, de Aleksandre Nordaas – Nor – 80 min – CF
10.º “Berberian Sound Studio”, de Peter Strickland – GB – 92 min – CF
11.º “Ace Attorney”, de Takashi Miike – Jap – 135 min – CF – OE
12.º “Closed Circuit”, de Giorgio Amato – Ita – 94 min – CF

Semana dos Realizadores
01.º “The Seasoning House”, de Paul Hyett – GB – 90 min – SR
02.º “Pietá”, de Kim-Ki-Duk – Coreia do Sul – 104 min – SR – OE
03.º “Kauwboy”, de Boudewijn Koole – Hol – 81 min – SR

04.º “The Weight”, de Jeon Kyu- Hwan – Coreia do Sul – 107 min – SR
05.º “Aglaja”, de Krisztina Déak – Hung – 116 min – SR
06.º “The Exam”, de Peter Bergendy – Hung – 89 min – SR
07.º “White Tiger”, de Karen Shaknazarov – Rússia – 104 min – SR
08.º “Face to Face”, de Michael Rymer – Australia – 90 min – SR
09.º “Ace Attorney”, de Takashi Miike – Jap – 135 min – SR – OE
10.º “Delirium”, de Ihor Podolchak – Ucrânia /Rep Checa – 106 min – SR
11.º “The Deep Blue Sea”, de Terence Davies – EUA/GB – 98 min – SR
12.º “Otro Verano”, de Jorge Arenillas – Esp – 87 min – SR
13.º “Tenth Day”, de Vassilis Mazomenos – Grécia – 83 min – SR

Orient Express
01.º “Pietá”, de Kim-Ki-Duk – Coreia do Sul – 104 min – OE – SR
02.º “The Weight”, de Jeon Kyu-Hwan – Coreia do Sul – 107 min – OE
03.º “The Grand Heist”, de Kim-Joo-Ho – Coreia do Sul – 121 min – OE

04.º “A Beautiful Mistake”, de Lu Hui Zhon – China 110 min – OE
05.º “Ace Attorney”, de Takashi Miike – Jap – 135 min – OE – SR
06.º “Modus Anomali”, de Joko Anwar – Indonesia – OE
07.º “AKP Job 27″, de Michael L. Suan – Can/Jap – 129 min – OE

Curtas metragens
01.º “Oh, Willy” – Emma de Swaef, Marc James Roel – Fra/Hol – 20 min
02.º “Santas’s Night Out” – Mundi Vondi – Islândia – 12 min
03.º “Nostalgic Z”, de Karl Bouteller – Fra – 14 min

04.º “Zimmer 606″, de Peter Volkart – Suiç – 15 min
05.º “Hotel”, de Jose Luis Aléman – Esp – 11 min
06.º “The Boy in the Bubble” – Kealan O’Rourke – Irlanda – 8 min
07.º “The Spring”, de Jérôme Boulbès – Fra – 15 min
08.º “Alexis” – Alberto Evangelio – Esp – 9 min
09.º “Pohyper” – Hui-Ching Tseng – Taiwan – 3 min
10.º “Beyond That Wasteland” – Daniel Wirtberg, Jenny Wilson – Sue
11.º “El Vagabundo” – Jorge Blas – Esp – 18 min
12.º “Look” – Jane Mumford, Justine Klaiber – Suiça – 5 min
13.º “The Birth of Rock” – Michael Lee – Irlanda – 5 min
14.º “And Death Will Be Alright”, de WeAreTresGentil – Fra – 7 min
15.º “The Doctor’s Wife”, de Julian Grant – EUA – 6 min

Siga-nos aqui:


About the Author



7 Responses to Barómetro de filmes imperdíveis no 33.º Fantasporto

Back to Top ↑