Festmag

Música no image

Published on Junho 28th, 2013 | by Gonçalo Guedes Cardoso

0

Dour 25 anos: A revisão da matéria dada

O festival belga mais magnético do momento celebra este ano um quarto de século. No início eram apenas cinco concertos, hoje contam-se duas centenas, distribuídos por cinco dias, seis palcos, dezassete horas diárias de som e uma combinação de géneros musicais infinitos e até improváveis. 150.000 almas não podem estar enganadas e o estatuto de melhor festival europeu de média dimensão não aconteceu por obra e graça do Espírito Santo.

O que torna este festival tão especial de corrida, para além dos números gordos e dos inúmeros galardões? O segredo está no amor, na música alternativa, na qualidade da programação, na combinação de artistas renomeados como as ‘next big things’, na lama terapêutica, no design inovador e na reunião de diferentes tribos, sobretudo num país dividido política, geográfica e lingusticamente. A magia acontece graças à qualidade sonora e visual, à pontualidade das atuações, à consciência ecológica, à localização bucólica, à liberdade de expressão, à creatividade sem limites e ao apelo às atividades artísticas paralelas.

Este ano sobem aos palcos nomes como Alborosie, Amon Tobin, Anti-Flag, Bonobo, Booka Shade, Carl Craig, Charles Bradley, Danko Jones, DJ Shadow, Erol Alkan, Flying Lotus, Hatebreed, Jurassic 5, Klaxons, Lee Perry, Mark Lenegan, Roni Size, Sub Focus, The Horrors, The Magician, The Smashing Pumpkins, The Vaccines, The Van Jets, Tomahawk, Toots & The Maytals, Wu-Tang Clan e os Yeah Yeah Yeahs, só para mencionar os mais reconhecíveis a olho nu.

Bilhete diário: 60€
Bilhete diário + campismo: 70€
Passe 4 dias: 115€
Passe 4 dias + campismo: 135€

Siga-nos aqui:

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑