Festmag

Artes no image

Published on Julho 27th, 2013 | by festmag

0

17.ª Bienal de Cerveira recebe 270 artistas de 30 países

A 17.ª Bienal de Cerveira decorre até 14 de setembro sob o tema: “arte: crise e transformação”. Segundo o diretor artístico da mais antiga bienal de arte do país, Augusto Canedo, “ao contrário do que se possa depreender de uma primeira impressão, o conceito de crise, não remete para a tão vulgar e preocupante crise sistémica e financeira, que nos asfixia o quotidiano.”

A presente discussão assenta na ideia da “mudança e evolução” que tem acompanhado e caracterizado a arte ao longo da sua história, permitindo “questionar e especular acerca do seu futuro”. “É por definição da sua natureza, que a cultura crítica inaugura e discute o Futuro, a cada dia que passa…”, acrescenta Augusto Canedo.

Pretendendo uma maior abrangência geográfica e a expansão cultural, a 17.ª Bienal de Cerveira alarga o seu âmbito expositivo às cidades do Braga (Casa dos Crivos) e a Santiago de Compostela (Casa da Parra).

A Bienal de Cerveira que celebra 35 anos mantém-se estruturada segundo o modelo que a caracterizou ao longo de um percurso iniciado em 1978. Assim, o evento integra: Concurso Internacional e Artistas Convidados, Artista Homenageado, Projetos Curatoriais, Performances, Residências Artísticas, Ateliers/Workshops, Conferências e Debates, Visitas Guiadas e Concertos, entre outros.

Desde as primeiras edições que a Bienal de Cerveira tem mantido a iniciativa de homenagear um artista de reconhecido mérito, representativo de um marcante contributo no panorama das artes a nível nacional. O artista homenageado da 17.ª edição é Henrique Silva, Diretor da Bienal de Cerveira de 1995 a 2007 (7 edições).

Em termos de Curadorias, o evento conta com a presença de Celeste Cerqueira e Silvestre Pestana, Daniel Rangel, Fátima Lambert e Rita Xavier Monteiro, María Falagán, Manuel Sampaio Taborda, Nuno Faria, Lourenço Egreja, entre outros.

De referir ainda uma curadoria de arte jovem, de Albuquerque Mendes e Luís Coquenão, em parceria com o Instituto Português da Juventude e do Desporto (IPDJ). O coletivo Cataclístics e o Project Rooms/Working Progress, na República das Artes, marcam também presença nesta 17.ªedição, destacando, ainda, a presença da artista servia Marina Abramovic com uma vídeo performance.

O Concurso Internacional da 17ª Bienal de Cerveira contou este ano com 590 candidatos, um acréscimo de 39% em relação à edição anterior (2011). No total foram mais de mil obras a concurso (mais 40% que na 16ª edição), representando áreas criativas como a Pintura, Gravura, Fotografia, Vídeo, Performance, Cerâmica, Escultura, entre outras. Estão inscritos artistas de 46 países (mais 19 que na 16ª edição. Neste âmbito, foram pré-seleccionadas 134 obras e 99 artistas de 14 países distintos, sendo os mais representados Portugal, Espanha, Brasil, Sérvia, Japão e Alemanha.

Relativamente ao Concurso de Residências Artísticas, que decorrem de 5 de agosto a 14 de setembro, contabilizaram-se 61 projetos de 98 artistas e 15 países distintos. No total foram selecionados 14 projetos, 20 artistas de Portugal, Espanha, Brasil, Japão, Nepal e Chile, que irão desenvolver, trabalhos nas áreas de gravura, serigrafia, vídeo, desenho, pintura, entre outras.

Para além dos ateliers infantis (agosto) dedicados aos mais novos, a 17.ª Bienal de Cerveira promove ateliers livres para artistas presentes e convidados, nas áreas de pintura, desenho e gravura (Filipe Rodrigues e Choichi Nishikawa). O curador Nuno Faria promove, também, de 5 a 8 de agosto, um ciclo de cinema.

Para além das visitas guiadas que decorrem aos sábados de 3 de agosto a 7 de setembro que são realizadas por Augusto Canedo, Henrique Siva, Nuno Faria, Manuel Taborda Pereira e Silvestre Pestana, a 17.ª Bienal de Cerveira abrirá portas, nas duas últimas semanas de setembro (16 a 27), exclusivamente para visitas orientas a Instituições de Ensino e IPSS (gratuitas, mediante marcação em bienaldecerveira.pt).

Destaque ainda para Grupo de Experimentação e Improvisação livre – “Strangese”, de alunos da Lic. em Educação Musical da ESE/IPP, orientados por Francisco Monteiro que, entre 27 a 29 agosto, realizarão acções de rua, performances e workhops. A música electrónica também tem lugar com o Ciclo de Concertos BIE – Nova música electrónica exploratória, a 30 e 31 agosto, com os artistas Sturqen, Pão, Palmer Eldritch e Black Koyote.

No fim de semana 13 e 14 setembro decorrerá, ainda, a Festa de Encerramento da 17ª Bienal de Cerveira com concertos (Mazgani e Nuno Lopes), animação e atividades de rua.

Marina-Abramovic_peq

Prémios 17.ª Bienal de Cerveira

Prémio Cervo 17.ª Bienal de Cerveira
MARINA ABRAMOVIC
The Onion, Vídeo performance

Prémio Revelação
BEATRIZ ALBUQUERQUE
Crisis of Luck | 2013, Instalação\Performance

Prémio IPDJ
JÉRÉMY PAJEANC & KOSTYANTYN STEPANSKYY
Clôture de Berlin – ordre 101

Menções Honrosas 17.ª Bienal de Cerveira
MARCOS CHAVES, Gotas de Cristal
NICOLA COSTANTINO, Trilogy of Nicola’s death III and IV
NUNO FARIA, curadoria Algarve Visionário, Excêntrico e Utópico

Aquisições 17.ª Bienal de Cerveira
Andrea, Bodegón postmoderno
António Barros, EX_Patriar
Graça Pereira Coutinho, 11 Sonhos
Laura Martínez, Mamá por favor
Mariana Marote, Herbarium Caminhada
Margarida Alves, O Sopro do Vilarinho

Siga-nos aqui:


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑