Festmag

Música no image

Published on Agosto 17th, 2013 | by Paula Lagarto

5

PdC2013: A escuridão esteve em Paredes de Coura

Palcos escuros, roupas negras e melodias agridoces dominaram a sexta-feira desta edição do festival de Paredes de Coura, antes de mais uma vez a madrugada ser feita ao som de eletrónica.

Ainda com a tarde em pano de fundo, Noiserv foi acarinhado pelo público que às 18:00 já se juntava no palco secundário. Apresentando canções novas de um álbum que a sair em breve, o português mostra como se faz música a sério com instrumentos de brincar.

Sob o signo pop dos anos 80, os Citizens! não esconderam as influências e ‘chamaram’ os Everything but the Girl para fazerem uma versão bastante fiel ao original do emblemático “Missing”, ou o mesmo é cantarolar o refrão “and i miss you, like the desert miss the rain”.

Também no palco secundário, os dinamarqueses Iceage iniciaram a toada escura da noite, mas em palco era atitude que mais sobressaia entre o volume alto e indefinido do punk rock agressivo.

As guitarras eram por esta altura prometidas no palco principal pelos The Horrors, que revisitaram canções e apresentaram um avanço do seu quarto álbum.

Com recurso cada vez mais recorrente a teclados, a banda de Faris Badwan continua, porém, fiel à imagem de marca das descargas conseguidas pelos pedais ou até pelo roçar do microfone dos amplificadores.

Com dificuldades aparentes em palco devido à eletricidade, o “Still Life” foi interpretado às escuras, com o público a não poupar vozes para acompanhar o refrão.

Sem ecrãs esteve todo o concerto de Echo de Bunnyman neste regresso aos palcos do Norte de Portugal. Ian McCulloch esteve como se esperava que estivesse: de negro, de óculos escuros, a fumar e ser provocador quando garante que “Killing Moon” é a melhor composição mundial de sempre.

McCulloch também foi aos terrenos dos Doors, com uma adaptação de “Roadhouse Blues”, e de Lou Reed, com “Take a Walk on the Wild Side”.

Os sucessos da banda foram sendo desfiados com mais ou menos alma, quer em palco, quer no público. Sinais de nostalgia ou não, viram-se isqueiros na mão em vez das luzes do telemóvel.

Sem surpresas, “Lips Like Sugar” encerrou uma noite que o rock voltou a soar no anfiteatro de Coura, mesmo antes de mais eletrónica montar por ali amarras.

Siga-nos aqui:

Tags: ,


About the Author



5 Responses to PdC2013: A escuridão esteve em Paredes de Coura

Back to Top ↑
  • PUB

    “Muvi2017”

    “Veracity”

    “VeraMarmelo”

    “MadeofThings”

  • Facebook

  • Agosto 2013
    S T Q Q S S D
    « Jul   Set »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031