Festmag

Música no image

Published on Agosto 16th, 2013 | by Paula Lagarto

9

PdC2013: E a pista abriu ao segundo dia

Hot Chip e The Knife transformaram o anfiteatro natural de Paredes de Coura numa pista de dança, depois do rock revivalista da banda, que ainda deve ter colada a si o título da maior do mundo: os Vaccines.

Ainda a madrugada estava no início quando os suecos The Knife foram anunciados com uma aula de aeróbica. Vestido com a lycra da praxe, o ‘apresentador’ fez milhares de pessoas mexerem-se uniformemente: houve cabeças para a direita e para a esquerda, braços para cima e para baixo e ombros sacudidos.

A plateia foi ‘dividida’ para uma metade dizer “No” (não), a outra metade dizer “Yes” (sim) e todos acabarem a dizer um “maybe” (talvez) e um “thank you” (obrigado) às pessoas do lado por terem colaborado.

Era então tempo de começar o espetáculo complexo de luzes e instrumentos musicais, que se fossem utilizados em filmes de ficção científica não causavam surpresa e que Portugal viu pela primeira vez.

Para apresentar novo trabalho, “Shaking The Habitual”, os suecos chegaram com roupas e as maquilhagens extremas e coreografias múltiplas mostraram que concertos e espetáculos não são sinónimos.

Antes, os Hot Chip tinham iniciado a toada eletrónica para transformar o verde do anfiteatro mais próxima de uma pista de dança de uma qualquer discoteca.

Na primeira enchente desta edição, já com os dois palcos abertos, os Vaccines voltaram a animar o público com músicas, que para uns até pode soar a novo, mas a outros soa a revivalismo rock de Ramones e companhia.

Ainda assim, não será exagero apostar que os jovens londrinos estão cada vez mais próximo de se tornarem uma das maiores bandas do mundo, com a obrigação de repetirem em palco “Teenage Icon”, “If You Wanna”, “Post Break-up Sex” e “Always Knew”. As melodias entram no ouvido, as canções têm a duração certa e a imagem dos membros da banda não falha.

Pelo palco secundário bastante mais cedo tinham atuado os Veronica Falls, já conhecidos do público nacional, e Toy, que depois do sucesso em 2012 repete em menos de um mês duas presenças em festivais nacionais.

Como esperado, os ingleses carregaram os pedais para psicadelismo e shoegaze e terminaram a atuação com uma versão longa do hipnótico “Kopter”.

Tags: ,


About the Author



Back to Top ↑
  • PUB

    “Veracity”

    “VeraMarmelo”

    “MadeofThings”

  • Redes sociais

    Facebooktwittergoogle_plusyoutubeinstagram
  • Facebook

  • Agosto 2013
    S T Q Q S S D
    « Jul   Set »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031