Festmag

Cinema e TV no image

Published on Novembro 28th, 2013 | by festmag

0

Pedro Costa, Joaquim Sapinho e Patrick Mendes no 17.º Luso-brasileiro

O 17.º Festival de Cinema Luso-brasileiro de Santa Maria da Feira, a acontecer de 1 a 8 de dezembro, reforça a aposta no cruzamento entre o cinema emergente e os autores consagrados, visando uma enriquecedora troca de experiências, influências e discussão de linguagens pessoais abertas ao desejo de contaminação.

Nesta edição, o festival decidiu, num gesto de solidariedade com um sector mergulhado numa crise preocupante, evocar o cinema português, dedicando a totalidade dos programas especiais a cineastas portugueses. Neste quadro, a obra de Pedro Costa será alvo de um debate moderado por José Miguel Gaspar e organizado sob três perspetivas: da crítica, do realizador e da sua “família” cinematográfica (técnicos, atores, etc.).

Joaquim Sapinho é o realizador em foco e o festival assinala o seu cinema através de uma retrospetiva integral, onde será possível rever “Corte de Cabelo” e redescobrir um filme raro como “Julião Sarmento”. Patrick Mendes integra a secção “sangue novo”, que funciona como uma antecipação de cineastas do futuro, e a dupla João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata têm direito a um programa especial – e assim fazem a ponte com a anterior edição do festival, na qual saíram vencedores.

Este programa especial é também o pretexto para prestar uma singela homenagem a Paulo Rocha, falecido no ano passado, através da exibição de “Allegoria Della Prudenza”, filme realizado para o Festival de Veneza. O festival tem um conceito de mistura e é nesse sentido que surge a “sessão afetos”, composta por filmes de dois nomes por quem o festival nutre uma admiração indisfarçável – Paulo Abreu e Helena Ignez.

Piscando o olho à abrangência de públicos, o festival lança, este ano, o dia “Avós & Netos”, constituído pela sessão infantil e sessão sénior, que visa resgatar a dimensão social do cinema. A seleção oficial é composta por seis longas metragens e 28 curtas, revelando uma tendência para uma representatividade aproximada de cada cinematografia.

A competição de longas metragens manifesta o crescente interesse do festival pelas primeiras obras, indo ao encontro de uma aposta no sentido de descoberta. Mas o destaque vai para a exibição do filme “E Agora? Lembra-me” de Joaquim Pinto, uma obra pendular entre a natureza e o amor.

Nas curtas metragens repete-se a participação de alguns habitués de Santa Maria da Feira – casos de João Nicolau, Karen Black, Carlos Conceição, etc. – e, por outro lado, uma ‘legião’ de estreantes no festival como Filipe Matzembacher, André Tentúgal e Diogo Faggiano. “O Som Ao Redor”, de Kleber Mendonça Filho, será o filme de abertura e “Olho Nu”, de Joel Pizzini, encerrará o festival. O primeiro é o filme indicado para representar o Brasil nos Óscares. O segundo é uma incursão no universo artístico e existencial de Ney Matogrosso.

Programa do 17.º Festival de Cinema Luso-brasileiro de Santa Maria da Feira

Domingo, 1 de dezembro
21:00 Sessão de Abertura
“O Som Ao Redor”, de Kleber Mendonça Filho [BR] 131’

23:30 Programa Especial João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata 67’ “Allegoria Della Prudenza”, de João Pedro Rodrigues [PT] 2’
“O Corpo de Afonso”, de João Pedro Rodrigues [PT] 30’
“Mahjong”, de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata [PT] 35’

Segunda, 2 de dezembro
21:00 Longas Metragens | SC1
“A Floresta de Jonathas”, de Sérgio Andrade [BR] 98’

23:00 Sessão Competitiva de Curtas Metragens 1 – 63’
“Quarto Vazio”, de Filipe Matzembacher [BR] 22’
“Rei Inútil”, de Telmo Churro [PT] 25’
“O Sol Pode Cegar”, de Toti Loureiro [BR] 16’

Terça, 3 de dezembro
21:00 Longas Metragens | SC2
“Cores”, de Francisco Garcia [BR] 95’

23:00 Sessão Competitiva de Curtas Metragens 2 – 63’
“Versailles”, de Carlos Conceição [PT] 21’
“Terno”, de Gabriela Amaral Almeida e Luana Demange [BR] 15’
“Luna e Cinara”, de Clara Linhart [BR] 14’
“Valsinha”, de Miguel Carranca [PT] 13’

Quarta, 4 de dezembro
21:00 Longas Metragens | SC3
“Lura”, de Luís Brás [PT] 80’

23:00 Sessão Competitiva de Curtas Metragens 3 – 62’
“Tremor”, de Ricardo Alves Jr [BR] 14’
“De Onde Os Pássaros Vêem A Cidade”, de André Tentúgal [PT] 10’
“Escala”, de Fábio Penela [PT] 20’
“Ouça o Ciclone”, de Lucas Camargo de Barros [BR] 18’

Quinta, 5 de dezembro
18:00 Realizador em Foco – Joaquim Sapinho
“Mulher Polícia” [2003] 84’

21:00 Longas Metragens | SC 4
“Rio Ano Zero”, de Aude Chevalier-Beaumel [BR] 80’

23:00 Sessão Competitiva de Curtas Metragens 4 – 76’
“Fragmentos de Uma Observação Participativa”, de Filipa Reis e João Miller Guerra [PT] 32’
“Rhoma Acans”, de Leonor Teles [PT] 14’
“Luminita”, de André Marques [PT] 20’
“Varadouro”, de Paulo Abreu e João da Ponte [PT] 10’

Sexta, 6 de dezembro
18:00 Realizador em Foco – Joaquim Sapinho
“Deste Lado da Ressurreição” [PT] 113’

21:00 Longas Metragens | SC 5
“1960”, de Rodrigo Areias [PT] 68’

23:00 Sessão Competitiva Curtas Metragens 5 – 62’
“Gambozinos”, de João Nicolau[PT] 20’
“Sanã”, de Marcos Pimentel [BR] 18’
“Os Irmãos Mai”, de Thais Fujinaga [BR] 19’
“Malária”, de Edson Oda [BR] 5’

00:15 Sangue Novo – Patrick Mendes 71’
“Síndrome de Stendhal”, 2008 – 8’
“Sangue Frio”, 2009 – 13’
“Synchrotron”, 2009 – 13’
“Homenagem a Quem Não Tem Onde Cair Morto, 2011 – 25’
“A Herdade dos Defuntos”, 2011 – 10’

Sábado, 7 de dezembro
14:30 Sessão Infantil
“Tainá – A Origem”, de Rosane Svartman [BR] 80’

16:00 Sessão Afetos
“Labirinto”, de Paulo Abreu [PT] 18’
“O Poder dos Afetos”, de Helena Ignez [BR] 31’

17:15 Sessão Competitiva de Curtas Metragens 6 – 56’
“Amapola”, de Teresa Villaverde [PT] 2’
“Carosello”, de Jorge Quintela [PT] 7’
“No Coração do Viajante”, de Melissa Dullius & Gustavo Jahn [BR] 19’
“A Última Fronteira”, de Diogo Faggiano [BR] 15’
“Tabatô”, de João Viana [PT] 13’

18:30 Sessão Competitiva de Curtas Metragens 7 – 63’
“Ao Lobo da Madragoa”, de Pedro Bastos [PT] 9’
“Em Cada Lar Perfeito Um Coração Desfeito”, de Joana Linda [PT] 19’
“Parque Soviético”, de Karen Black [BR] 10’
“Plutão”, de Jorge Jácome [PT] 25’

21:00 Longas Metragens | SC 6
“E Agora? Lembra-me”, de Joaquim Pinto [PT] 164’

00:00 Realizador em Foco – Joaquim Sapinho
“Corte de Cabelo” [1995] 91’

Domingo, 8 de dezembro
14:30 Sessão Infantil
“Tainá – A Origem”, de Rosane Svartman [BR] 80’

16:00 Em debate – Pedro Costa

16:00 Sessão Sénior
“Vitrola”, de Charly Braun [BR] 52’

17:30 Realizador em Foco – Joaquim Sapinho
“Diários da Bósnia” [2005] 82’

19:00 Realizador em Foco – Joaquim Sapinho
“Julião Sarmento” [1994] 60’

21:30 Sessão de Encerramento e Entrega de Prémios
“Olho Nu”, de Joel Pizzini [BR] 101’

Siga-nos aqui:

Tags: ,


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑