Festmag

Cinema e TV

Published on Março 7th, 2014 | by Sara Santos Silva

Fantasporto: questionado projeto de união entre escolas de cinema

Uma espécie de agência de filmes de estudantes e uma comunidade em que diferentes profissionais da área se podem encontrar. Foram estas as duas grandes ideias fruto do 1.º encontro nacional de escolas de cinema, moderado pelo Prof. Martin Dale, da Universidade do Minho.

Sete representantes de escolas de ensino secundário e superior de cinema discutiram ontem no Fantasporto algumas questões pedagógicas e de integração no mercado de trabalho de jovens profissionais. Dezenas de alunos aceitaram o desafio e participaram no debate.

Beatriz Pacheco Pereira, da organização do festival, defende um “projeto de união” entre as escolas e realça a importância de um festival como “aglutinador”. No mesmo sentido, o moderador e correspondente em Portugal da revista “Variety”, acrescenta que “um festival de cinema não é só ver filmes, também importa o lado humano, as ligações que se criam”. Foi assim que José António Fundo viveu o Fantasporto durante 20 anos. Professor na Escola Artística de Soares dos Reis, sintetiza: “estas são escolas do fazer e do pensar”.

Na mesma linha de pensamento, Isabel Aboim Inglês, da Escola Superior de Arte e Design de Caldas da Rainha, destaca a importância do projeto final: “o executar é um modo de fazer pensar e quem vem para cinema tem de ser curioso”. Salienta ainda a criação de grupos de trabalho e das “afinidades eletivas”. “Uma escola não é uma fábrica, é um local onde a pessoa se descobre e o professor deve possibilitar esse desabrochamento do aluno”, conclui.

Carlos Carmona da Universidade Católica do Porto (Som e Imagem) defende um intercâmbio de ideias. “Fala-se pouco de cinema no Porto (…), e tem de haver um interesse em saber do outro e do outro saber de mim”, “é necessário criar essa comunidade”, adianta.

Questionou-se, assim, se seria realístico criar essa tal comunidade, o que não reuniu o consenso de todos. Todavia, foi lançado o desafio e o mote para uma próxima conversa sobre a definição de uma estratégica comum das escolas no panorama do cinema nacional.

Siga-nos aqui:

Tags: ,


About the Author



Back to Top ↑