Festmag

Música

Published on Abril 28th, 2017 | by Pedro Guimarães

0

Reportagem | Big Business e Whores.: Cravos e noise rock

Em noite do 25 de abril, a cave mais concorrida do Cais do Sodré foi palco duma comemoração sob a forma do noise rock. No fim, a polícia colocou um final um pouco antecipado à celebração. Simbólico e poético portanto. Mas no fim, também foi para isto que se fez o 25 de abril.

De dia as manifestações populares, de noite alguns concertos por esse país fora e nomeadamente um, com distintos intérpretes, no Sabotage Club que comemora este fim de semana quatro anos de existência.

E distintos porquê? Bem, porque além das credenciais que já conhecíamos – discos editados, digressões feitas – bastaram menos de cinco segundos do concerto dos Whores. (sim, com ponto final) para se perceber que este seria um daqueles concertos especiais, para recordar daqui a uns anos, feito por malta que vive para isto e dificilmente disto.

Este trio de Atlanta tem apenas um disco editado, urgente, cru, in your face, um daqueles exemplos em que a atitude e a sujidade clássica do noise, se aliada à capacidade para criar ganchos melódicos. Ao vivo os gajos não fazem por menos. No pequeno palco do Sabotage Club, cedo perceberam que mais valia descer o degrau e tocar “cá em baixo”, enquanto os incautos se tentavam desviar dos instrumentos que eram poeticamente alvo de manobras aéreas. No facebook esta malta é possível perceber as várias distinções que o disco teve (Rolling Stone, Metalsucks, etc.) e, pelo que vimos, acreditem que irão ocupar tops semelhantes mas para concertos. O nosso certamente que sim. Incríveis.

Seguiram-se aqueles que para muitos seriam o prato principal, os Big Business compostos por gente ilustre, com passado (e presente) em bandas essenciais como The Murder City Devils (que andam aí outra vez) e os Melvins. O alinhamento do concerto baseou-se no último “Command Your Weather”, com uma sala muito bem composta a ser alvo de um tareão rock daqueles que se tem a sorte de assistir poucas vezes num ano. Ainda assim – e os fãs acérrimos da banda que nos desculpem – apesar do concerto ter sido bom, o nosso coração tinha ficado nos Whores.

Já na última música (a banda depois referiu esse facto) apercebemo-nos de algumas movimentações junto da mesa de som, parecia que a polícia estava na área. “Bolas que estas regras da CML estão mesmo apertadas”, pensámos. Nada disso. Não o referimos antes, mas acreditem que em ambos os concertos o volume estava ALTO e era precisamente por isso que os agentes da autoridade por ali andavam. Parece que alguém tinha feito queixa que o volume estaria acima do permitido por lei. Isto é, alguém se pôde queixar de algo. Não gostámos – afinal estávamos todos a ser felizes enquanto alvo de senhora coça sónica – mas, afinal de contas, também foi por isto que se fez o 25 de abril.

Fotografias: Vera Marmelo

Os nossos agradecimentos ao Sabotage Club.

20170425 001_cred VeraMarmelo

Picture 1 of 40

Siga-nos aqui:

Tags: , ,


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑