Festmag

Cinema e TV

Published on Setembro 14th, 2017 | by Filipe Pedro

0

“God’s Own Country” na abertura do Queer Lisboa 21

O 21.º Queer arranca às 21h do dia 15 de setembro, na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge, com a estreia nacional de “God’s Own Country”, realizado por Francis Lee, cineasta que este ano se consagrou vencedor em Sundance.

Foi no festival de Sundance de 2017 que Francis Lee estreou a sua primeira longa-metragem, “God’s Own Country”, tornando-se rapidamente num dos títulos mais badalados do atual cinema queer e valendo ao realizador o prémio de realização da secção ‘world cinema dramatic’ de Sundance, bem como uma distinção na Berlinale.

A ação de “God’s Own Country” tem lugar no Yorkshire, de onde o realizador Francis Lee é natural, sendo o filme parcialmente inspirado na sua história de vida. É no cenário agreste deste condado britânico que vive Johnny (interpretado por Josh O’Connor), um jovem agricultor, com o seu pai e avó, levando uma rotina pacata, entre o trabalho e furtivos encontros sexuais, até à chegada do romeno Gheorghe (Alec Secareanu), que o vai ajudar na quinta, alterando drasticamente o rumo que a sua vida tinha tomado até então.

Na noite de abertura será apresentada a edição deste ano do Queer Lisboa e o júri das várias secções competitivas. Do júri da competição de longas-metragens fazem parte a atriz Isabel Abreu; o diretor do festival brasileiro Curta O Gênero – Mostra Internacional Audiovisual, Marcos Rocha; e o cineasta francês Yann Gonzalez. A competição de documentários conta no júri com os realizadores Luísa Homem e Sérgio Tréfaut e o produtor da RTP, Rui Filipe Oliveira.

A atriz Ana Moreira, o cineasta Jorge Jácome e o montador Francisco Moreira fazem parte do júri da competição de curtas-metragens. O ator João Villas-Boas, a diretora de arte Nádia Henriques e o realizador Ricardo Vieira Lisboa integram o júri da competição de filmes de escola europeus ‘In My Shorts’, enquanto o ator e realizador norte-americano Colby Keller, o artista João Onofre e a coreógrafa Carlota Lagido formam o júri da competição ‘Queer Art’.

Terminada a cerimónia será oferecido um cocktail pela Absolut Vodka, com apoio da Fever-Tree, no foyer do Cinema São Jorge. E para celebrar em grande o arranque de mais uma edição do Queer Lisboa, tem lugar no clube Fontória a festa de abertura, com música pelo trio Asneira (composto por António Almada Guerra, João Villas-Boas e Tiago Pinhal Costa). A festa começa à meia-noite e termina às 6h, sendo que as entradas custam 5€.

O Queer Lisboa 21 decorre até 23 de setembro de 2017, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

Siga-nos aqui:

Tags: , , ,


About the Author



Comments are closed.

Back to Top ↑