Festmag

Música

Published on Dezembro 10th, 2017 | by Paula Lucas

1

The Last Internationale: a cantiga é uma arma

Foi na passada quinta-feira que a DRAC – Direito de Resposta Associação Cultural abriu as suas portas para receber os The Last Internationale – TLI – com a primeira parte de Twin Transistors.

Os The Last Internationale são um dupla de rockers rebeldes de Nova Iorque, fundados pela cantora Delila Paz e pelo guitarrista Edgey Pires (neto de portugueses) e apadrinhados por Tom Morello, guitarrista dos Rage Against The Machine. Apareceram com o disco homónimo em 2009 e já passaram por Portugal nos últimos anos em grandes festivais como o Alive, Festa do Avante e Vodafone Paredes de Coura. 

Desta vez foram à Ilha da Morraceira mostrar como a história da canção de protesto continua tão viva na cidade que nunca dorme como em Portugal, país que agora visitam com uma passagem por várias salas.

Na DRAC a sexy  Delila, dona de um tremendo vozeirão soul, surgiu em palco ao estilo de cowgirl e juntamente com Edgey, que dedilhou a guitarra com muita competência, contaram histórias aguerridas com estímulos do punk rock e do folk clássico. Temas do álbum “We will Reign” como “Wanted Man” e “Fire “, duas profundas odes ao povo, foram forças insinuantes do rock’n’roll que amotinaram a casa.

YouTube Preview Image

No encore convocaram para o palco um Draconiano e o público presente lançou-se em tom de protesto” a cantar o refrão de “Grândola, Vila Morena a cappella, repetindo performances idênticas em anteriores festivais portugueses, não esquecendo aquele que é o hino de protesto português, por excelência. Reinaram à grande na DRAC e aguçaram os sentidos de quem por lá passou.

Na abertura da noite, os leirienses Twin Transistors da Omnichord Records, repetentes na DRAC, descongelaram as juntas e conduziram-nos pelo som tórrido do rock psicadélico numa viagem a que já ninguém fica indiferente. “Sun of Wolves” continua a soar tão bem como da primeira vez e mostra que, efetivamente, o rock português continua muito bom e recomendável.

YouTube Preview Image

 

Fotografias de Mário Antunes e Paula Lucas

Os nossos agradecimentos ao D.R.A.C. – Direito a Resposta Associação Cultural 

 

 

Siga-nos aqui:

Tags: , , , , ,


About the Author



One Response to The Last Internationale: a cantiga é uma arma

  1. Pedro Alves says:

    Foi uma bela noite de rock & roll!
    Obrigado pela reportagem e apoio! // Peter @ DRAC

Back to Top ↑