Festmag

Música

Published on Janeiro 1st, 2018 | by festmag

0

Receber 2018: concertos para ver no inverno

Muda o calendário e a agenda está já bastante preenchida para as primeiras semanas do ano. Como certamente prometemos ser mais organizados, e para que nenhum concerto passe ao lado, deixamos uma lista de concertos para ver ainda durante a estação fria.

Alt-J | Altice Arena, Lisboa, 6 de janeiro

Depois da passagem pelo NOS Alive o ano passado,o trio inglês vem apresentar em nome próprio “Relaxer”, o terceiro disco de originais e um dos mais aclamados no ano que agora findou. Fortemente elogiados em todas as suas passagens pelos palcos nacionais, este é o momento para ver os Alt-J a ocuparem sozinhos a grande sala plantada à beira Tejo. Os bilhetes custam entre 39€ e 47€.

Gala Drop | Galeria Zé dos Bois, Lisboa, 19 de janeiro

Uma das bandas mais originais da produção nacional recebe 2018 com novos temas experimentais para por em prática no laboratório da ZDB. A linguagem universal que mistura influências musicais de todos os continentes dialogará, nesta noite, com Doum e DJ Firmeza. Os bilhetes estão à venda por 6€.

Carla Bruni | Coliseu de Lisboa, 25 de janeiro; CAE Figueira da Foz, 26 de janeiro; Coliseu do Porto, 27 de janeiro

Portugal merecia esta estreia de Carla Bruni que conta já com seis discos de estúdio. “French Touch” é um disco interiramente dedicado a versões de grandes clássicos como “Enjoy the Silence” de Depeche Mode ou “Jimmy Jazz”, dos Clash ou “Miss You” dos Rolling Stones. Estando o foco neste disco não deverão faltar outros temas da artista italiano-francesa. Os bilhetes custam entre 25€ e 70€.

YouTube Preview Image

Steven Wilson | Sala Tejo da Altice Arena, Lisboa, 31 de janeiro

O fundador dos Porcupine Tree volta a Lisboa para apresentar “To the Bone” lançado o ano passado. Steven Wilson continua a trilhar um caminho muito próprio, cada vez mais longe da sonoridade que o tornou famoso, alimentando-se da sua sede pela exploração sonora, numa uma busca incessante pelos territórios do rock, pop e tudo nos intervalos. Agora com um disco inspirado nos clássicos do pop progressivo como “So” de Peter Gabriel ou “The Seeds of Love” dos Tears for Fears, é caso para dizer Pop-prog anyone? É ainda expectável (e desejável) que se oiçam alguns temas dos Porcupine Tree. Os bilhetes valem 25€.

Wand | Hard Club, Porto, 2 de fevereiro; Musicbox Lisboa, 3 de fevereiro

“Plum” é o quarto disco de estúdio dos Wand e possivelmente o mais arrojado e que aponta para novas linguagens musicais. Com gosto pelo pé no pedal os californianos prometem uma noite de muito suor no Musicbox. Os bilhetes custam 10€.

Rotting Christ | RCA Club, Lisboa, 9 de fevereiro; Hard Club, Porto, 10 de fevereiro

Icónica banda do movimento grego de black metal, os Rotting Christ regressam ao nosso país para dois concertos em fevereiro. Ainda a apresentar “Rituals”, editado em 2016, o alinhamento também deverá visitar clássicos de outros tempos como “Thy Mighty Contract” ou “Theogonia”, tendo este último merecido uma recente reedição. Parceiros da digressão, como co-headliners estão os holandeses Caragh Angrem, com a primeira parte a cargo dos Svart Crown.  Os bilhetes custam 22€ se comprados com antecedência e 25€ se comprados no dia.

YouTube Preview Image

Moon Duo | GNRation, Braga, 9 de fevereiro; Salão Brazil, Coimbra, 10 de fevereiro; Musicbox Lisboa, 12 de fevereiro

Depois da passagem pelo 25.º aniversário do Vodafone Paredes de Coura, a dupla Sanae Yamada e Ripley Johnson (que ao vivo se transforma em tripla)  regressa para tocar em nome próprio os temas do mais recente disco “Occult Architecture”. Disco com dois lados, um mais feminino e obscuro e outro mais masculino e luminoso convida a uma viagem intergalática imperdível. O preço dos bilhetes varia entre os 7€ e os 10€.

Amiina | Filme-Concerto “Fantomas”, Auditório de Espinho, 16 de fevereiro

As islandesas Amiina dedicaram-se à composição de temas para acompanhar o filme “Fantomas” de Louis Feuillade (de 1913) daí resultando o seu mais recente disco. Cordas, percussão e eletrónica minimal auxiliada por instrumentos como ukelele ou metalofone, a fazerem um cocktail para todos os sentidos do corpo humano. Os bilhetes custam 8€.

YouTube Preview Image

Venenun e Slægt | Metalpoint, Porto, 18 de fevereiro

Sendo certo que em termos de concertos já não estamos tão isolados como outrora, ainda não é muito comum termos a oportunidade de testemunhar ao vivo duas das mais promissoras bandas do black metal europeu da atualidade. Tanto os germânicos Venenum como os dinamarqueses Slægt  – cujo segundo disco, Domus Mysterium”, mereceu o nosso destaque – possuem uma sonoridade que cruza elementos mais crus e clássicos com pormenores e recortes mais surpreendentes, seja um heavy mais clássico ou elementos post-metal, atmospheric black-metal ou mesmo uns pózinhos de prog. Verdadeiramente a não perder. Bilhetes custam 12€ se comprados com antecedência e 15€ se comprados no dia.

Tricky | Lisboa ao Vivo, 27 de fevereiro; Hard Club, Porto, 28 de fevereiro

O músico de Bristol, nome indissociável da cena trip-hop dos anos 90, regressa ao nosso país para mostrar “Ununiform”, disco mais negro e sombrio mas também mais livre e até feliz. Mestre da imprevisibilidade e também do quase exorcismo Tricky regressa para um público que desde sempre o acarinhou imenso. Os bilhetes custam 25€ em ambos os dias.

The Gift | Coliseu do Porto, 2 de março; Coliseu de Lisboa, 3 de março

Os The Gift apresentam “Altar” nas salas nobres das maiores cidades do país, depois de terem levado o disco além fronteiras. Com a mão do mestre Brian Eno, a banda de Alcobaça tem feito destas apresentações um momento quase religioso e nos Coliseus adivinha-se a consagração. Os bilhetes custam 20 euros.

Deathmania Portugal 3 com Pestilence | RCA Club, Lisboa, 3 de março

As lendas alemãs do death metal atuam em Lisboa num special old school set na tour intitulada “Fight the Plague 2018”. Ainda que estejam prestes a lançar o nono registo de originais, “Hadeon”, o alinhamento irá incidir nos quatro primeiros discos de estúdio – “Malleus Maleficarum”, “Consuming Impulse”, “Testimony Of The Ancients” e “Spheres” – aos que se seguiu um hiato que durou 16 anos. Como bandas suporte teremos os portugueses Sacred Sin e os Pestifer. Os bilhetes custam 20€ se comprados com antecedência e 25€ se comprados no dia.

Yann Tiersen | Coliseu do Porto, 13 de março; Convento S. Francisco, Coimbra, 15 de março

O multi-instrumentista regressa para apresentar “Eusa”, disco gravado em 2016 nos estúdios Abbey Road, e que é uma espécie de estudo etnográfico sobre a ilha de Ushant, na zona da Bretanha, de onde é natural. Sozinho ao piano, é assim que se apresentará num concerto profundamente íntimo e autobiográfico. Os bilhetes oscilam entre 20€ e 45€.

YouTube Preview Image

Alexandra Silva e Pedro Guimarães

 

Siga-nos aqui:

Tags: , , , , , , , , , , , , ,


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Back to Top ↑