Festmag

Browsing the "Música" Tag

Dour Festival: Alternativos e com orgulho

Julho 8th, 2010 | by Filipe Pedro

Quem diria que um festival que teve início em 1989 com apenas cinco nomes “locais” é, à 22.ª edição, uma das maiores celebrações de música independente do mundo? A transição principal ocorreu em 2001, ano em que o Dour triplicou o número de actuações – de algumas dezenas de artistas passou para a centena e meia. Hoje as músicas e as estrelas são outras. Dos Faith No More aos Fun Lovin' Criminals, passando pelos De La Soul, The Raveonettes, Tinariwen e pelos “nossos” Buraka Som Sistema, tudo parece caber num grande caldeirão de música alternativa


Regina Spektor – Eet (Cool Jazz Fest 2010)

Julho 2nd, 2010 | by Filipe Pedro

Regina Spektor actuou pela primeira vez em Portugal no Cool Jazz Fest. Cascais viveu momentos muito especiais, com a cantora russa radicada nos EUA a combinar temas dos discos "Far" (2009) e "Begin To Hope" (2006) e a agradecer ao público como se fosse uma criança tímida. No final do espectáculo não negou autógrafos e fotografias a ninguém e numa conversa informal com os fãs prometeu regressar em breve.


Serralves: Arte de intervenção em destaque para 2010

Janeiro 22nd, 2010 | by Sara Santos Silva

Com o centenário da República Portuguesa como pano de fundo, o Museu de Serralves dedica, em Novembro, uma exposição à arte de intervenção cívica e política. “Às Artes Cidadãos!” apresenta-se como um exercício crítico sobre a ligação entre a referência política e a arte contemporânea. João Fernandes, director do Museu, explica, em conferência de imprensa, que a exposição vai reunir obras de arte que fazem “referência ao activismo político”, modos de “afirmar a cidadania pela arte”


Trans Musicales: Ouvidos abertos às novas tendências musicais

Novembro 26th, 2009 | by Filipe Pedro

O Trans está de volta e este ano não está para brincadeiras. A agressividade está bem patente no enorme caldeirão de géneros musicais que os melómanos encontram à sua disposição - do indie folk ao pop rock, da world ao hip hop, da funk ao soul e do techno ao inclassificável - o Trans programou “alarvemente” mas com “gosto” e “frescura”



Back to Top ↑